Mão pesada para ciclistas da W52/FC Porto

Data

 

Vários ciclistas sancionados na sequência da operação “Prova Limpa”.

Ciclistas da W52


Mão pesada da União Ciclista Internacional e da Autoridade Antidopagem Portugal para vários ciclistas da W52/FC Porto.

O vencedor da Volta a Portugal de 2019, João Rodrigues, foi suspenso esta terça-feira por sete anos, enquanto outros seis ciclistas da W52-FC Porto receberam sanções de três anos da Autoridade Antidopagem de Portugal.

A lista de sanções disciplinares atualizada pela Autoridade Antidopagem de Portugal, indica que João Rodrigues vai cumprir um castigo de quatro anos imposto pela UCI, por “anomalias no passaporte biológico”, e outros três anos por “posse de método proibido”.

Refira-se que no final do mês de abril, dez ciclistas da W52/FC Porto foram constituídos arguidos e o diretor desportivo da equipa, Nuno Ribeiro, foi mesmo detido, assim como o seu adjunto, José Rodrigues, no decurso da operação ‘Prova Limpa’.

Esta investigação esteve a cargo Departamento de Investigação e Acção Penal do Porto.

Mais tarde, na sequência deste caso, a UCI retirou à equipa, com sede em Várzea, Felgueiras, a licença desportiva.

O dono da equipa, Adriano Quintanilha, negou sempre ter conhecimento de qualquer irregularidade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui

spot_img

Artigos relacionados

4 Mens nas Festas de Santa Maria em Airães

Os 4 Mens são cabeças de cartaz das Festas de Santa Maria de Airães que vão decorrer entre...

Rafaela Sá do NBA Barrosas é campeã mundial

Rafaela Sá, atleta Núcleo do Barrosas Amador, venceu a medalha de ouro nos 1.500 metros nos Jogos FICEP-FISEC...

Paulo Sampaio renova e vai treinar Lagares na Elite

Paulo Sampaio vai continuar no comando técnico do FC Lagares. O clube anunciou oficialmente a renovação do vínculo...

Bakero é o novo treinador do Felgueiras B

Bakero é o novo treinador do Felgueiras B. O antigo jogador foi escolhido para assumir a missão de...